Plan International Brasil 11 4420.8084
Reading Time: 2 minutes

Com abordagem lúdica, cartilha ensina a prevenir o abuso sexual infantil

A escritora Anna Luiza Calixto lança manual prático para prevenir abusos e proteger as crianças durante e após a pandemia. Baixe aqui a cartilha!

Prevenir o abuso sexual infantil é uma missão que pauta a vida da escritora Anna Luiza Calixto. E o tema ganha ainda mais relevância neste momento, em que a pandemia de COVID-19 nos obriga ao isolamento social, afastando as crianças da escola e outros ambientes em que se sentem seguras para denunciar violências.

Com um olhar sensível sobre o problema, Anna Luiza acaba de lançar a cartilha Bem Me Quer, Mal Me Quer?, um manual prático de combate, orientação e prevenção ao abuso sexual infantil. Narrado em primeira pessoa por uma menina brasileira – e com ilustrações de Stephanie Marino Marafante –, o material trabalha as temáticas do consentimento, o direito a dizer não, autonomia corporal e a identificação das partes do corpo. A cartilha também lista os órgãos da rede de proteção e incentiva os leitores a denunciar abusos, ensinando a identificar toques abusivos e propondo o rompimento do ciclo de culpabilização da vítima.

“Escolhemos o formato de livro infantil e lançamos no dia 13 de julho, como um presente pelos 30 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente. A cartilha foi produzida exclusivamente por mulheres e serve como uma poderosa ferramenta orientadora e preventiva no que concerne ao abuso sexual infantil, em curva ascendente durante este período de distanciamento social, em que muitas crianças estão em quarentena com seus algozes, isoladas com os próprios abusadores”, conta Anna Luiza, que também é autora de Pronto ou Não, Lá Vou Eu!, sobre trabalho infantil.

“Nossa cartilha será lançada em diferentes portais, veículos e plataformas para que possamos levá-la a quantas crianças e adolescentes pudermos durante este período tão desafiador que torna as violações de direitos ainda mais complexas e invisibilizadas”, diz a autora.