Pular para o conteúdo principal

Manual do Apadrinhamento

O Apadrinhamento é a base do trabalho da Plan International e possibilita inúmeros benefícios às crianças atendidas, suas famílias e comunidades. Tem como princípio o melhor interesse das crianças. Por essa razão, a Plan se preocupa particularmente com o funcionamento do programa e definiu regras e processos com vistas à proteção dos beneficiários do programa: as crianças.

Menina da região de Codó
Menina da região de Codó

Ao manifestar o interesse de aderir ao nosso Programa de Apadrinhamento, você demonstra um gesto de solidariedade para com uma criança com quem passa a ter um vínculo especial. Você receberá informações e atualizações da criança que está apadrinhando, bem como da comunidade, podendo acompanhar o seu desenvolvimento.

As doações efetuadas são direcionadas para projetos diversos, conforme os pilares da Plan International Brasil (Aprender, Liderar, Decidir e Progredir) e que envolvem projetos de educação, saúde, proteção etc. que beneficiam diretamente a criança que você está apadrinhando bem como a comunidade como um todo, incluindo crianças em vulnerabilidade que ainda não possuem um padrinho.

Nós acreditamos que esse vínculo proporciona uma experiência única, tanto para criança como para o doador, e a Plan Intertnational Brasil estimula a troca de informações e experiências. Contudo, essa correspondência precisa ocorrer em conformidade com as políticas da organização, em especial, a Política de Proteção Infantil resumida abaixo. Clique para acessar a versão integral da Política de Proteção Infantil.

POLÍTICA DE PROTEÇÃO INFANTIL

Menino da zona rural de Codó
Menino da zona rural de Codó

Como uma organização internacional de desenvolvimento comunitário centrado na criança e no adolescente, cujo trabalho se fundamenta na Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança, a Plan International Brasil está comprometida com o cumprimento dos direitos da criança, o que inclui o seu direito a ser protegida de qualquer dano, e busca garantir que esse direito à proteção, de acordo com o artigo 19 da Convenção sobre os Direitos das Crianças, seja totalmente realizado.

Assumimos seriamente nossa responsabilidade em promover práticas que sejam seguras para as crianças e de protegê-las de danos, abusos, abandono e exploração de qualquer tipo. Além disso, faremos ações positivas para prevenir que abusadores de crianças se envolvam de alguma maneira com a Plan e tomaremos medidas estritas para a punição de funcionários, associados, visitantes ou gerentes da Plan que abusem de um menino ou uma menina. Nossas decisões e ações em resposta a preocupações de proteção das crianças e as brechas dessa política se guiarão pelo princípio do “interesse superior da criança”.

Princípios

Essa política se baseia em um conjunto de princípios derivados da Convenção sobre os Direitos das Crianças das Nações Unidas e inclui:

  1. Meninos e meninas são iguais e têm os mesmos direitos de serem protegidos de maus tratos, abuso e exploração;
  2. Toda criança tem o direito fundamental à vida, à sobrevivência e ao desenvolvimento. O enfoque de Desenvolvimento Comunitário Centrado na Criança e no Adolescente (DCCCA) da Plan nos dá uma base para garantir o cumprimento dos direitos das crianças, de serem protegidas de influências nocivas, maltratos e exploração;
  3. Deve-se encorajar a todos os meninos e meninas a alcançar seu pleno potencial e a questionar as desigualdades e a discriminação;
  4. Deve-se garantir o direito das crianças de expressarem sua opinião livremente, levando-se em conta a idade e maturidade das mesmas. Nenhuma criança será discriminada. Crianças serão tratadas com respeito independentemente do sexo, nacionalidade ou origem étnica, crenças religiosas ou políticas, idade, saúde física ou mental, orientação sexual e identidade de gênero, antecedentes familiares, socioeconômicos e culturais, ou qualquer história de conflito com a lei;
  5. Apoiar o cuidado e a proteção da infância é responsabilidade de todos e todas;
  6. A organização tem responsabilidades particulares com as meninas e meninos que estão em contato conosco. Nenhuma criança deve ser lesada como resultado de sua relação com a Plan, seja como criança apadrinhada, participante de um projeto da Plan, ou como parte de qualquer campanha de arrecadação de recursos ou de incidência que a Organização venha a realizar;
  7. Essas responsabilidades particulares se estendem às pessoas e/ou organizações que estão de alguma forma associadas à Plan International Brasil. Portanto, todas as pessoas que trabalham ou estão associadas com o trabalho da organização, devem conhecer e cumprir o estabelecido nesta política.

POLÍTICA E NORMAS DO PROGRAMA DE APADRINHAMENTO

Ao aderir ao programa de apadrinhamento da Plan International Brasil, você adere automaticamente às Políticas e Normas do Programa. O não cumprimento de alguns dos itens do Programa pode levar à sua exclusão do mesmo.

  1. A Plan International Brasil é responsável pelas crianças beneficiadas pelo Programa de Apadrinhamento e deverá, por essa razão, intermediar todas as informações trocadas entre você e a(s) criança(s) que você apadrinha;
  2. Caso a Plan verifique a existência de conteúdo inapropriado nas mensagens enviadas, a mensagem não será entregue à criança e sua família e você será notificado;
  3. Não é permitido contato direto entre doador e crianças em qualquer meio (incluindo, mas não se limitando a qualquer forma de contato via redes sociais, visitas, cartas, e-mails, ligações). Para qualquer informação que você deseje obter ou trocar com a criança que você apadrinha, você deverá entrar em contato com Plan International Brasil, informando sempre o código da criança e o seu código de doador;
  4. As mensagens e imagens que você venha a receber da criança não podem ser difundidas em outros meios (redes sociais, sites, impressos, e-mails, etc.);
  5. Contatos diretos com a criança ou família, sem a supervisão de algum funcionário da Plan, não são permitidas. Por essa razão, visitas individuais são proibidas. A Plan organizará visitas em grupo para que os padrinhos interessados possam conhecer nossos projetos e as crianças. Você será notificado nessas ocasiões;
  6. A Plan reserva-se o direito de não divulgar, sob hipótese nenhuma, as informações de contato da criança;
  7. Na hipótese de você receber um contato direto da criança ou família, é sua obrigação reportar imediatamente à organização, pelo e-mail apadrinhamento@plan.org.br ou por telefone +55 (11) 3956-2177;
  8. A organização fará os esforços necessários para responder o mais breve possível um máximo de 5 cartas que você enviar anualmente para a criança ou família;
  9. Presentes são bem-vindos, desde que não contenham conteúdo inapropriado para crianças. Caso a Plan detecte algum conteúdo indevido, você será comunicado e tentaremos encontrar uma solução.

COMPROMISSOS DO APADRINHAMENTO

Nossos compromissos para com o Apadrinhamento estão descritos abaixo:

  1. A Plan International Brasil fará o possível, em parceria com os membros da comunidade, para garantir que todas as crianças, incluindo crianças apadrinhadas, tenham direito a saúde, educação, segurança e tenham suas vozes ouvidas nas decisões que afetam suas vidas;
  2. A organização vai garantir que toda comunidade onde as crianças atendidas vivem, participe de, ao menos, um programa da organização todos os anos;
  3. A Plan deve verificar se as crianças apadrinhadas estão na escola e com saúde. Quando não estiverem, visitaremos as famílias para acordar ações apropriadas para que isso aconteça;
  4. A organização vai garantir que todas as crianças atendidas e suas famílias sejam informadas todos os anos sobre os programas da Plan na sua comunidade e sejam convidadas para participar dos mesmos;
  5. A Plan deve utilizar os dados quantitativos e qualitativos das entrevistas anuais com as crianças apadrinhadas para melhorar seus programas a nível local e global;
  6. Todos os doadores do Programa de Apadrinhamento recebem uma carta de boas-vindas da criança apadrinhada (com suporte do voluntário, se necessário) em até 60 dias após a confirmação de sua primeira doação;
  7. Todos os doadores do Programa de Apadrinhamento podem trocar mensagens, cartas, fotos e desenhos com as crianças que apadrinham. As respostas da criança patrocinada ou família deverão ser enviadas até 56 dias após data que a correspondência foi recebida no Escritório do País onde a criança reside, até um número máximo de 5 comunicações no ano;
  8. As correspondências das crianças devem incluir conteúdo relevante relacionado a carta anterior, propiciando um diálogo entre apadrinhado e padrinho, que seja escrita pela criança ou família (com ajuda do voluntário ou agente de campo, se necessário);
  9. A cada 12 meses, todos os doadores recebam uma atualização da criança e da Unidade de Programas;
  10. Todos os doadores do Programa de Apadrinhamento receberão uma carta de despedida da criança patrocinada quando esta chegar aos 18 anos.

maiores informações ou dúvidas

E-mail: apadrinhamento@plan.org.br
Tel: +55 (11) 3956-2177, atendimento de 2ª a 6ª em horário comercial
Endereço: Caixa Postal 79508 - CEP: 04707-970