Plan International Brasil 11 4420.8084
Reading Time: 2 minutes

Guia de Bolso aborda riscos de proteção infantil durante ajuda humanitária na pandemia

Manual elaborado por nossa equipe orienta entidades, grupos e instituições que trabalham diretamente com crianças e precisam de apoio para compreender quais são os efeitos da pandemia de COVID-19 no bem-estar delas

Como se sabe, situações de emergência e crises humanitárias, como é o caso da atual pandemia de COVID-19, tendem a aumentar a vulnerabilidade de crianças e adolescentes a situações de violência e insegurança. Isso é particularmente preocupante entre os grupos que já se encontravam em condição de vulnerabilidade devido a outros fatores.

Por isso, nossas preocupações se voltam para as meninas – por sua condição de gênero –, crianças e adolescentes com deficiência, indígenas, ribeirinhas, ribeirinhos, quilombolas, negras, negros, meninas e meninos trans, migrantes, imigrantes, refugiadas e refugiados, moradoras e moradores de comunidades rurais e de periferias, adolescentes cumprindo medidas socioeducativas, as e os que estão nas instituições de acolhimento, aquelas e aqueles que enfrentam tratamento de doenças severas, etc.

Conheça nosso Plano de Resposta Humanitária

Tendo essas preocupações em mente, Sara Oliveira, nossa gerente de projetos da Bahia, e Nicole Campos, nossa gerente técnica, elaboraram um guia compacto, destinado a todas as pessoas que se preocupam com o aumento das diversas situações de violência contra crianças e adolescentes no atual cenário e, principalmente, para entidades, grupos e instituições que trabalham diretamente com crianças e precisam de apoio para compreender quais são os efeitos da pandemia de COVID-19 no bem-estar das crianças e adolescentes, as causas desses efeitos e como proceder para diminui-los durante a sua atuação no processo de ajuda humanitária.