Plan International Brasil 11 4420.8084
Reading Time: 3 minutes

Treinadora da seleção holandesa de futebol feminino visita projetos da Plan no Maranhão

Eleita melhor treinadora do mundo pela Fifa em 2017, Sarina Wiegman é embaixadora da Plan International Holanda e madrinha de uma criança brasileira

A técnica Sarina Wiegman foi conhecer o projeto La League, desenvolvido no Maranhão.

Além de treinar a seleção holandesa de futebol feminino – que foi campeã da Eurocopa Feminina de 2017 e vice-campeã da Copa do Mundo de Futebol Feminino em 2019 – a técnica Sarina Wiegman ainda encontra tempo para atuar como embaixadora da Plan International Holanda. Ela também se dedica ao papel de madrinha de uma menina brasileira por meio do programa de apadrinhamento da organização. Entre 20 e 25 de janeiro, Sarina esteve no Brasil, onde visitou diversos programas da Plan no Maranhão e desenvolveu atividades de campo com meninas do projeto La League, que usa o futebol para ensinar sobre liderança e educação financeira.

“A viagem ao Brasil como embaixadora da Plan International junto com a minha família foi muito especial. Conheci muitas pessoas bonitas que, apesar das circunstâncias difíceis, estão cheias de energia e com um sorriso na vida. Foi inspirador. Estou impressionada com o trabalho da Plan e tenho orgulho de ser embaixadora dessa organização!”, disse Sarina depois da viagem.

Mãe de duas meninas, Sarina se preocupa com a desigualdade entre meninas e meninos que persiste principalmente nos países em desenvolvimento. “Muitas meninas ainda não podem frequentar a escola e vivem em um ambiente onde têm poucas perspectivas para o futuro. A Plan faz um bom trabalho nesses países e fico feliz de contribuir”, disse Sarina em entrevista para a Plan Holanda ao se tornar embaixadora da organização em março de 2019.

A treinadora, eleita a melhor do mundo pela Fifa em 2017, esteve no Brasil ao lado das duas filhas, Sacha e Lauren, e de seu marido, Marten. “Tive ótimos encontros, mas também entrei em contato com casos terríveis em que a Plan tenta oferecer um futuro melhor para as meninas”, publicou Sarina em sua conta do Twitter. “É muito especial que eu possa contribuir para isso.”

Sarina Wiegman foi ao Maranhão conhecer os projetos da Plan International Brasil
Ela participou do treino das meninas e conseguiu conhecê-las e falar um pouco com elas.

Uma das primeiras paradas da viagem foi uma atividade da Escola de Liderança para Meninas em Peritoró. O projeto, que busca empoderar jovens de 15 a 19 anos no Maranhão, no Piauí e em São Paulo, tem o objetivo de desenvolver habilidades de liderança, disseminar conhecimentos sobre direitos humanos, promover discussões sobre igualdade de gênero e estimular a atuação cidadã das meninas.

Sarina também teve a oportunidade de aplicar sua experiência como treinadora de futebol em atividades com participantes do projeto La League. A técnica visitou um acampamento com cerca de 50 meninas reunidas num sítio em Codó para aprender sobre empreendedorismo e empoderamento econômico enquanto jogam futebol. O La League é um projeto criado justamente na Holanda, que une a Plan International com outras duas entidades: a Fundação Cruyff e a Women Win.

“Meninas, sigam seus sonhos e não deixem que nada as atrapalhe para serem felizes. Estou encantada com a forma como vocês se expressam e são conscientes dos seus direitos”, afirmou Sarina durante sua visita ao La League. “Só posso dizer que vocês merecem meus aplausos.”

Outro projeto que fez parte do itinerário de Sarina e sua família foi o Cambalhotas, desenvolvido pela Plan na comunidade de Santo Antonio, em Codó. O programa é voltado para crianças de 7 a 11 anos com o objetivo de combater os casos de violência contra crianças. Os participantes aprendem sobre as formas de abuso e violência e como proceder caso eles sejam vítimas ou presenciem agressões.

Além disso, Sarina conheceu uma comunidade que recebeu um poço artesiano graças ao projeto Água, Saúde e Vida, em que a Plan fornece água potável a comunidades que ainda eram atingidas por doenças causadas por água contaminada.

Em meio à programação intensa, Sarina reservou uma manhã para encontrar sua afilhada pela Plan. No programa de apadrinhamento da Plan, um padrinho ou madrinha contribui com um valor mensal que ajuda a custear as atividades da Plan naquela comunidade. No Brasil, há cerca de 15 mil crianças apadrinhadas por meio da Plan International.