Plan International Brasil 11 4420.8084

OUTUBRO É O MÊS DA MENINA NA PLAN INTERNATIONAL BRASIL!

Reading Time: 4 minutes

OUTUBRO É O MÊS DA MENINA NA PLAN INTERNATIONAL BRASIL!

Organizamos uma série de eventos especiais neste mês de outubro para valorizar o potencial das garotas e chamar a atenção para os problemas oriundos a partir da desigualdade de gênero.

11 de outubro é o Dia Internacional da Menina, data definida pela ONU para dar visibilidade à desigualdade de gênero enfrentada pelas garotas. A Plan International, criadora do movimento global Por Ser Menina, que estimula o desenvolvimento de programas e políticas públicas para a promoção do empoderamento das meninas e da igualdade de gênero, acredita muito na força do Dia Internacional da Menina, e por isso, anualmente, organiza uma série de eventos para que cada mês de outubro seja um avanço na promoção da igualdade social, política, econômica e jurídica entre meninas e meninos

Em 2016 não foi diferente: neste ano, de uma audiência pública no Senado Federal, passando por uma exposição fotográfica e por ações de estímulo à liderança das meninas, a Plan International Brasil tem feito do mês de outubro um mês muito empoderador.

AUDIÊNCIA PÚBLICA

Abrindo o mês de ações em comemoração ao Dia Internacional da Menina, a Plan International Brasil participou, no dia 6 de outubro, de uma Audiência Pública no Senado Federal sobre os direitos das meninas. Representada pela diretora nacional, Anette Trompeter, a organização defendeu a criação do Dia Nacional da Menina no Brasil, que firmaria o compromisso do governo brasileiro com a igualdade de gênero, além do desenvolvimento e implementação de políticas públicas que busquem acabar com as desigualdades que atingem as meninas em todo o País.

Na audiência, foram apresentados dados sobre a situação das meninas no Brasil e a necessidade de se ampliar as políticas, programas e projetos públicos e sociais que visem garantir a igualdade de direitos e combater as discriminações de gênero.

“Nosso propósito confirma que trabalhamos para a garantia dos direitos de todas as crianças. Damos este destaque para as meninas, pois reconhecemos a necessidade urgente de priorizá-las como o grupo mais vulnerável cujos direitos são os mais violados”, afirma Anette.

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA POR SER MENINA

Já no dia 11 de outubro, em São Paulo, foi inaugurada a exposição fotográfica Por Ser Menina, que ficará em cartaz até o dia 30 de outubro nao espaço Matilha Cultural, na região central da capital paulista.

A mostra é uma retrospectiva dos cinco anos do Concurso Fotográfico Por Ser Menina, realizado em diversos países da América Latina. A mostra traz 23 trabalhos fotográficos que mostram a realidade das meninas em países como Brasil, Colômbia, Peru, Bolívia, entre outros. Cada uma delas é acompanhada por um QR Code, que oferece mais informações sobre as obras, o trabalho da Plan International e a vida das meninas nesses países

Durante a inauguração, os visitantes foram recebidos com uma trilha com sonora com o tema do empoderamento feminino comandada pela DJ Laura Mercy;

#GIRLSTAKEOVER – #MENINASOCUPAM

No âmbito internacional, o movimento global Por Ser Menina veio com a campanha #GirlsTakeover, que teve como objetivo possibilitar que meninas ocupassem, por um dia, cargos de destaque nos governos e na sociedade civil, mostrando que as garotas têm potencial para estarem em posições de liderança. No Brasil, essa campanha ganhou o nome #MeninasOcupam, colocando meninas em posições de tomadas de decisão, e promovendo atividades empoderadoras, nas cidades onde a Plan International Brasil atua:

Em São Luís, no Maranhão, o dia 11 começou com uma festa em comemoração ao Dia Internacional da Menina, que contou com presença de importantes instituições governamentais e sociedade civil. O evento reuniu as 4 meninas que, ao longo do dia, ocuparam cargos em secretarias estaduais: Flávia, que ocupou a Secretaria de Estado de Educação; Maria Fernanda, que ocupou a Secretaria de Estado da Mulher; Laricê, que ocupou a Secretaria de Estado da Juventude; e Joiciane, que ocupou a Fundação da Criança e do Adolescente.

Em Codó, na região dos cocais, as crianças dos projetos que acontecem também em Timbiras e Peritoró marcharam pelas ruas do centro de Codó em passeata pelos direitos das meninas, movimentando a cidade na manhã do dia 11;

Já em Teresina, a capital piauiense comemorava o primeiro ano da lei municipal que instaurou 11 de outubro como Dia da Menina no calendário oficial do município. As ocupações começaram desde o dia anterior, com as jovens Larisse ocupando o posto de Gerente da Unidade de Programas da Plan International em Teresina; e Maria de Fátima, ocupando a Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres. No dia 11, a jovem Rayane, de 9 anos, ocupou o posto de Coordenadora Estadual de Políticas Públicas para as Mulheres, tendo a oportunidade de entregar o livreto com resultados da pesquisa Por Ser Menina no Brasil, realizada pela Plan International Brasil, para representantes do Governo do Estado do Piauí.

Em Salvador, além de focar no webativismo com o auxílio de todos os jovens do Projeto Pontes para o Futuro – que durante os dias 9, 10 e 11 de outubro compartilharam em suas redes vídeos inspiradores sobre a realidade de meninas do Brasil – a Plan International Brasil comemorou o Dia Internacional da Menina na capital baiana e em Camaçari promovendo debates entre jovens e parceiros como SENAC, ISBET, ADESC e Clube Academia de Futebol;

Em Recife,  as meninas dos Clubinhos do Projeto Geração, que acontece em seis escolas da capital pernambucana e em Jaboatão dos Guararapes, ocuparam posições de gestão e administração nas respectivas escolas. Além disso, a Plan International Brasil promove, no dia 20 de outubro, o seminário #MeninasOcupam para 300 participantes. Entre eles, jovens participantes de projetos da organização, convidados e meninas e meninos atendidos pelos serviços da rede de proteção a infância.

Já estamos nos preparando para o Dia da Internacional da Menina 2017!

Compartilhar com o universo
X