Plan International Brasil 11 4420.8084

QUAL É O MUNDO QUE AS MENINAS QUEREM?

Reading Time: 2 minutes

QUAL É O MUNDO QUE AS MENINAS QUEREM?

Um mundo com igualdade de status social, político, econômico e jurídico: esse é o mundo que meninas como Maria Fernanda, Irlane e Andresa desejam.

Maria Fernanda é uma menina de 16 anos que mora em São Luís. A pouca idade, entretanto, não diminui o tom assertivo com que responde à pergunta: “Qual é o mundo que as meninas querem?”. “Eu quero um mundo em que a gente alcance a igualdade de gênero. Porque, se os direitos são equilibrados, a gente consegue equilibrar tudo”.

Já o que Irlane, de 18 anos, nascida em Codó, interior do Maranhão, quer é “um mundo com igualdade de gênero e equidade, onde ambos os sexos possam fazer coisas diferentes, mas respeitando as diferenças do outro”, explica.

Enquanto Andresa, de 16 anos, natural de Peritoró, deseja um mundo mais justo. “Eu sonho com um mundo melhor, sem desigualdade, e sem machismo”.

Estes são exemplos de depoimentos de algumas das meninas participantes do projeto “Escola de Liderança para Meninas”. E o que eles esses depoimentos têm em comum? O desejo por um mundo melhor e com equidade de gênero, em que cada mulher ou menina, possa sentir-se representada e não tema ser vítima de discriminação ou violência.

Ao longo do tempo, a luta feminista, travada há mais de um século pelas mulheres, está cada vez mais refletida em vitórias e conquistas para a proteção das mulheres e meninas através por meio de leis. Entre esses direitos, estão o acesso ao mercado de trabalho, à educação e à universidade. As meninas e mulheres do mundo estão cada dia mais conscientes de sua posição na sociedade, lutando pela igualdade de gênero e por sua voz.

Movimentos como a Escola de Liderança para Meninas, da Plan International Brasil em parceria com o Instituo C&A, tem ajudado meninas a começarem a se posicionar de forma mais ampla e profunda no cenário político ao redor do ambiente que vivenciam, despertando em crianças, adolescentes e jovens a vontade de tornar o seu país, o seu estado e a sua cidade, locais livres de desigualdade social.

A construção de um mundo justo, onde haja o reconhecimento dos talentos e habilidades das garotas, oferecendo suporte para que afirmem sua capacidade de gerenciar, comandar e exercer funções, é a grande motivação para a existência da Escola de Liderança para Meninas. Elas merecem viver em um lugar onde mulheres e meninas possam ser tratadas e ouvidas com atenção – e, para que tudo isso seja possível, o primeiro passo é muito simples: empodere uma menina!

“As meninas são a chave para toda solução sustentável, e não será possível progredir sem elas!” (5o artigo dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, ONU, 2015).

Compartilhar com o universo
X