Pular para o conteúdo principal

Progredir

Todas as meninas são capazes de desenvolver suas habilidades e de ter um grande futuro acadêmico e profissional

Atualmente, nenhum país conseguiu a alcançar igualdade de gênero. Porém, se as meninas tiverem um ambiente favorável para desenvolverem seus potenciais e habilidades, elas serão mais independentes, valorizadas e respeitadas, além de poderem viver livres de violência e da discriminação.

A discriminação deixa as meninas para trás

Todos os anos, mais de 200 milhões de crianças com menos de 5 anos em países de baixa e média renda não conseguem desenvolver plenamente sua capacidade de pensar, entender e envolver-se com os outros. As meninas são particularmente mais vulneráveis, uma vez que as famílias preferem educar os meninos. Porém, se elas não conseguem desenvolver suas habilidades, as expectativas e oportunidades em torno das meninas e mulheres serão mais baixas ao longo de suas vidas.

A violência de gênero também reforça agressões. Estima-se que 120 milhões de meninas tenham sofrido violência sexual a nível mundial. Isso mina a auto-estima das meninas, sua capacidade de completar a escola e sua liberdade de movimento e também as coloca em maior risco de contrair doenças sexualmente transmissíveis.

Os problemas de acesso à justiça também impedem o desenvolvimento das meninas: em alguns países, por exemplo, os estupradores escapam de punição se casarem com suas vítimas. A violação dentro do casamento é legalmente reconhecida como crime em apenas 52 países. Outras barreiras, como a necessidade do consentimento dos pais, o medo do estigma e os serviços discriminatórios resultam em falta de justiça para as meninas.

PODER PARA MENINAS

Temos a visão de que todas as meninas serão plenamente capazes de progredir até 2030. Isso se reflete os objetivos de desenvolvimento sustentável adotados pelos líderes mundiais em 2015, na Agenda 2030. Estamos trabalhando com parceiros para desenvolver um relatório que irá rastrear a implementação das medidas globais relacionadas às meninas que manterão os governos em foco quanto às promessas que fizeram.

Estamos também empenhados em apoiar as meninas e jovens mulheres a atingirem o seu potencial, promovendo o desenvolvimento da primeira infância, criando cidades seguras e inclusivas, onde as meninas estarão livres da violência e do medo, além de terem pleno acesso à justiça.