Pular para o conteúdo principal

#MeninasOcupam diversas cidades!

5 Outubro 2018
Movimento aproveita a data criada pela ONU em 2011 para levar jovens a ocuparem cargos e espaços em instituições públicas e privadas. A ideia é mostrar que as meninas podem chegar onde quiserem.

O mundo ainda não viu todo o potencial das meninas - e esperar até que elas cheguem à idade adulta pode ser tarde. É esse espírito que norteia o movimento #MeninasOcupam, No 11 de outubro, Dia Internacional da Menina, data criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2011, o movimento marcará presença em cidades dos estados de São Paulo, Bahia, Maranhão, Piauí, além do Distrito Federal.
 
As ações levarão as jovens a ocuparem por algumas horas cargos de liderança em instituições públicas e privadas, mostrando que a liderança também é um lugar para as meninas. “O #MeninasOcupam é uma iniciativa poderosa. Traz em si a possibilidade de mostrar à sociedade toda a potência das meninas. Ocupando o lugar de pessoas responsáveis por liderança e tomada de decisão, elas usam essa oportunidade para tornar visíveis as barreiras que as meninas enfrentam para acessar seus direitos e conseguem engajar mais pessoas na construção de um mundo melhor, com igualdade de oportunidades um mundo em que elas desenvolvam inteiramente seus potenciais”, diz Cynthia Betti, diretora da Plan International Brasil.
 
O barulho que #MeninasOcupam pretende fazer não apenas dia 11, mas durante outros dias de outubro é um caminho para reduzir vulnerabilidades às quais as meninas brasileiras estão sujeitas. Para Cynthia, "quanto mais cedo elas se conscientizam de seus direitos e possibilidades, mais chances têm de mudar o rumo de suas próprias histórias.".

Números

Desde que #MeninasOcupam começou no Brasil em 2016, muitas jovens levantaram suas vozes a favor do que acreditam e estão mostrando que podem ser líderes e protagonistas de uma mudança que leve a um mundo mais justo e sustentável. 
 
As meninas provam a cada dia que, quando têm oportunidades, vão mais longe. Um exemplo é a educação. No Brasil, as mulheres têm mais anos de estudo que os homens e são responsáveis por 49% da produção de pesquisas científicas do país. Por outro lado, mais de 700 milhões de mulheres no mundo de hoje se casaram antes de completar 18 anos. Todos os anos, cerca de 16 milhões de meninas com menos de 19 anos de idade tornam-se mães.
 
O Brasil é o quarto país no mundo em números absolutos de meninas casadas ou coabitando com alguém. Pesquisa do Instituto Promundo de 2016 mostrou que 887 mil mulheres entre 20 e 24 anos afirmaram ter casado antes dos 18 anos. Outras 287 mil meninas casaram com menos de 15 anos. As taxas de gravidez na adolescência das brasileiras ainda são altas. Em 2015 foram mais 545 mil bebês que nasceram de meninas entre 10 e 19 anos de idade. Desse total, mais de 26 mil bebês nasceram de meninas entre 10 e 14 anos, segundo o Ministério da Saúde.
 
É provável que esse número seja ainda maior. É possível que meninas e suas famílias omitam a informação, considerando que ter relações sexuais com crianças e adolescentes com menos de 14 anos é um crime classificado como “estupro de vulnerável”. Tornar-se esposa e mãe tão cedo tem consequências para a saúde física e emocional.

Alerta

O Dia Internacional da Menina não deve se transformar em oportunidade comercial para a venda de produtos que reforçam estereótipos de gênero para as meninas ou reforcem conteúdos e símbolos que são comumente atribuídos às meninas e mulheres. Por exemplo, delicadeza, fragilidade, beleza, cuidado, sensibilidade, entre outros.
 
#MeninasOcupam é uma ação global da Plan International. Uma oportunidade para ampliar o poder das meninas e também mostrar o compromisso das empresas, instituições e governos em apoiar a igualdade para as meninas.

Agenda de ocupações #MeninasOcupam no Brasil

São Paulo

9/10
13:30 às 18:00
Linx: ocupação do cargo de Aurora Sur, diretora de Estratégia Comercial. Participação em várias reuniões. Liderar uma reunião de equipe e apresentar a Plan e o projeto para a Diretoria de Desenvolvimento Institucional

15:00 às 16:45
As meninas Kailany, 15 anos, e Aaliyah, 16, vão ocupar a Prefeitura de São Paulo e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos. O prefeito Bruno Covas passará simbolicamente o seu cargo para Aaliyah, que conduzirá uma reunião para discutir o que pode ser feito com o olhar para a menina, desde a primeira infância. Na Secretaria Municipal de Direitos Humanos, a secretária Berenice Giannella transmitirá simbolicamente o seu cargo para Kailany, para que ela conduza uma reunião com os coordenadores. As duas ações serão acompanhadas pela equipe da Plan International Brasil - Cynthia Betti, diretora-executiva, Gabriela Pluciennik, gerente de projetos, e Monica Souza, gerente de comunicação. A reunião na prefeitura também será acompanhada pelo secretário adjunto de governo, Alexis Vargas.

11/10
9:30 às 12:00
AstraZeneca Brasil: roda de conversa com funcionárias da AZ

10:00 às 16:30
Plan International Brasil: ocupar o lugar da diretora

14:00 às 16:30
Consulado Britânico: ocupar o lugar da vice-cônsul, conduzir reunião de equipe e visitar as instalações

16/10
14:00 às 17:00
Loja Pampili: Ocupar o lugar da gerente da loja no dia do lançamento da sapatilha que reverte recursos para a Plan

18/10
14:00 às 18:00
Senses: ocupação no workshop comunicação não-violenta

19/10
14:00 às 18:00
Cia de Talentos e Instituto Ser Mais: acompanhar a gravação do programa da Sofia Esteves no programa da GloboNews

Itatiba

11/10
Alunas do ensino infantil de escolas do município levarão desenhos com reivindicações pelos direitos das meninas para o prefeito e os secretários municipais.

Distrito Federal, Brasília

11/10
9:00 às 14:00
Mesa de diálogo "Estratégias para promoção de direitos das meninas" e oficina de trabalho para discutir estudos sobre temas como casamento, abandono e gravidez na adolescência, na Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente do Ministério dos Direitos Humanos (SNDCA/MDH). Ocupação dos cargos de Ministra de Direitos Humanos e Secretarias Nacionais. 

Salvador

02/10
Ministério Público - Apresentar a proposta de Política Pública para Meninas na cidade do Salvador e propor encaminhamentos na coordenação do Centro de Apoio Operacional da Criança e do Adolescente (CAOCA).
Lar Pérolas de Cristo - Propor, como diretora, ações de melhorias físicas na instituição.
Conselho Tutelar Rio Vermelho - Atuar como conselheira tutelar para aproximar o órgão e as escolas da comunidade, propondo maior participação da unidade nas escolas e ações de sensibilização para a comunidade dentro do Conselho tutelar.
CRAS do RV - Aproximar o órgão e as escolas da comunidade, atuando como gerente da unidade para propor ações de sensibilização para a comunidade dentro do CRAS.

03/10
CRAS Paripe - Propor, como gerente da unidade, a intensificação das ações do PAIFS na comunidade.

18/10
CEAP - Atuar como coordenadora pedagógica e propor o direcionamento de uma porcentagem de vagas para formações da instituição para meninas adolescentes e jovens das escolas públicas da comunidade local.
Data a definir - Superintendência de Assistência Social do Estado da Bahia - Atuar como superintendente da SJDHDS e propor a intensificação das ações do Plano Nacional de Educação Permanente do SUAS no Estado da Bahia, bem como um projeto de ações para aproximação da Rede de Proteção Infanto-juvenil nas escolas públicas locais.

Camaçari

Data a definir
Escola José de Freitas Mascarenhas - Atuar como diretora da escola e propor a construção do Grêmio Estudantil da instituição.
Kimberly-Clark - Fazer a certificação da formação da equipe CREAS no curso de DH e dar os encaminhamentos para as novas turmas.

Ilha de Itaparica

10/10
Escola Raimundo Sacramento - Atuar como diretora da escola e propor a construção do Grêmio Estudantil da instituição.
 
Mata de São João

10/10
Colégio Estadual Alaor Coutinho - Atuar como diretora e realizar o lançamento da radionovela na escola.
Data a definir – TURISFORT - Ação a definir.

Codó e região

09/10
Oficina final preparatória para a conferência livre das meninas/ocupações. O evento será na Plan com 12 meninas dos projetos Geração, La League e parceiros do município. Também terá apresentações de órgãos municipais e da Plan com o objetivo de alinhar e definir aspectos finais das ocupações.

10/10
Ocupação da Gerência da unidade da Plan em Codó. Haverá uma manhã com toda a equipe liderada pela menina gerente Angela. Ela falará sobre suas expectativas e trajetória durante o processo formativo nos projetos Plan. À tarde, uma agenda de visita externa a parceiro/escola (Estevam Angelo), para implementação de uma das turmas do Escola de Liderança para Meninas. A menina será a porta-voz da articulação e sensibilização inicial da parceria da nova turma do projeto na escola.

16 h - Ocupação na Conferência Livre das Meninas de Codó. As meninas ocuparão lugar à mesa cerimonial a partir do lugar de fala das representações 'Prefeita, Vereadora, Presidente da Câmara, Associações de moradores Santo Antônia e Secretaria de Políticas Públicas para mulheres. Os titulares da função passarão o direito da fala às meninas, que os substituirão à mesa. Reivindicação para a regularização do FIA. Clarice ocupará a plenária no papel de Gerente de Programas, explicando o que é a Plan e a abordagem da nova estratégia da organização no Brasil com enfoque na igualdade de gênero e na participação das meninas. Clarice e outras meninas encaminharão a petição à câmara de vereadores para a criação do dia municipal da menina, em Caxias. O pedido será protocolado e requerido por todos os/as participantes da plenária. Meninas ocuparão rodas de debate e eixos de discussão com suporte e apoio de pessoas da equipe e do governo.

18/10
Ocupação da Câmara de Vereadores de Caxias - 17 meninas vereadoras ocuparão as cadeiras da plenária para apresentar, entre outros pedidos, a proposta de criação e aprovação do projeto de lei para criação do dia da menina no município.

29/10
Ocupação na Câmara de Vereadores de Timbiras - Apresentação de propostas para a criação do dia da menina e da inclusão de orçamento na Lei Orçamentária Anual para ações de enfrentamento das desigualdades de gênero.

30/10
Ocupação na Câmara de Vereadores de Peritoró - Apresentação de propostas para a criação do dia da menina e da inclusão de orçamento na Lei Orçamentária Anual para ações de enfrentamento das desigualdades de gênero

São Luís

8/10
08:00 às 16:00
Ocupação do escritório da Plan em São Luís
A ocupação vai contribuir para sensibilizar toda a equipe da ONG para a campanha.

De 01 a 30/10
Série de ações distribuídas para comemorar o Dia Internacional da Menina, com oficinas nos projetos sobre a importância da campanha, debates sobre as barreiras enfrentadas pelas meninas em seus vários espaços de convivência.

09 e 10/10
Ocupação das meninas em espaços de poder e meios de comunicação:
ALCOA
Associação Comercial
Casa da Mulher Brasileira
Ceuma
CPCA
Defensoria Pública
Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP)
IFMA
Ministério Público
Rádio e TV UFMA
Rádio Tambor
Rede Amiga da Criança
TV Mirante
UFMA
UNDB

11/10
9:00
Ocupação no Ministério Público - A menina presidirá a reunião a abertura da sessão do Conselho Superior do Ministério Público do Maranhão.

31/10
Visita ao Museu do Reggae guiada por Célia Sampaio e Ademar Danilo com roda de conversa sobre igualdade de gênero, contexto do papel da mulher na história do reggae no Maranhão e oficina de turbantes.

Piauí

05/10
Oficina com Meninas para a Conferência Livre das Meninas - será discutido como se faz uma Conferência Livre e serão apontados os temas a serem discutidos no evento, preparando as meninas para protagonizar esse momento.

09/10
Oficina para o movimento #MeninasOcupam - sensibilizar as meninas para que elas entendam a importância de ocupar esses espaços e o que isso significa para as meninas de todo o mundo.

10/10
Menina participando do programa Teresina Mulher, da Rádio FM Cultura (107.9) -  falará sobre o desafio de ser menina na nossa sociedade e também sobre as ações que a Plan International vai desenvolver na cidade.

11/10
Conferência Livre para Meninas - evento que vai oficializar as ações da Plan International Brasil do Dia da Menina. O evento será conduzido por uma média de 50 meninas que participam dos projetos da instituição e terá como tema principal: Proteção Integral, diversidade e enfrentamento de violências. Essa atividade será dividida em dois momentos. Pela manhã, as meninas formarão grupos de trabalho para aprofundar os debates acerca do tema da Conferência, enquanto o período da tarde será voltado para atividades mais lúdicas com a confecção de turbantes, apresentação de grupos locais e outras atividades.

15/10
Solenidade na Defensoria Pública do Estado e #MeninasOcupam - as meninas ocuparão quatro núcleos de Direitos na DPE: Núcleo de Direitos Humanos, Núcleo da Mulher, Núcleo dos Direitos da Criança e Adolescente e a Cadeira do Defensor Geral do Estado.

19/10
Amistoso de futebol na comunidade Santa Teresa – Ação do projeto Líderes da Mudança - essa ação acontecerá na comunidade Santa Teresa e tem como objetivo chamar a atenção da comunidade para a causa das meninas, por isso o amistoso será uma espécie de jogo cooperativo, sem uma equipe vencedora.

20 a 27/10
Plan em Ação - acontecerá na comunidade Tapuia e tem como objetivo conversar com a comunidade sobre o Dia da Menina, pois a maioria das ações acontecem no espaço urbano e acreditamos que é importante envolver a comunidade neste movimento.

24/10
Ocupação UFPI - uma menina ocupando a cadeira da diretora de cursos de educação à distância da Universidade Federal do Piauí. Na ocupação, a menina poderá conhecer um espaço de poder e compreender como funcionam as tomadas de decisões no ambiente de educação superior.

25/10
Pré-Conferência Municipal dos Direitos da Criança e Adolescentes - mobilizar o sistema de garantia de direitos e a população em geral para a implementação e o monitoramento da Política e do Plano Decenal dos Direitos de Crianças e Adolescentes, no município de Teresina. Participarão desse momento três meninas representando a Plan International Brasil para falar sobre a situação das crianças e dos adolescentes em Teresina no contexto de Zona Rural, direcionando a discussão em especial para as questões das meninas