Pular para o conteúdo principal

Histórias Reais

Codó

Codó Novo precisa enfrentar a violência

As crianças e adolescentes da comunidade de Codó Novo, no Maranhão, são obrigadas a conviver com abusos e violência. É urgente a necessidade de se implantar projetos de combate à violência e de fortalecimento dos direitos da infância e da adolescência e também dos direitos sexuais reprodutivos, que previnem os abusos contra meninas. Esses projetos envolvem atividades como capoeira, futebol feminino, futebol de travinha, jiu-jítsu, vôlei e dança, para a faixa etária de 8 a 18 anos.
São Francisco

As crianças de São Francisco precisam crescer brincando

A brincadeira tem um papel decisivo no desenvolvimento físico, emocional, intelectual, social e também nas funções cognitivas da criança, como curiosidade, capacidade de aprender e raciocínio lógico. As crianças pequenas de São Francisco, no Maranhão, não têm um lugar protegido onde possam passar boa parte do seu tempo, enquanto se desenvolvem e se preparam para ter um bom aproveitamento escolar no futuro. Dentre várias outras coisas, elas necessitam da construção de um espaço comunitário para ações focadas na primeira infância, com opções de atividades lúdicas e educativas.
Vertente

Em Vertente, as fontes de água são criadouros de sapos

Na comunidade de Vertente, no Maranhão, toda a água vem de buracos feitos na terra, as chamadas cacimbas. Não há um sistema de tratamento nem de distribuição nas casas. Essa água é utilizada para tudo, desde higiene pessoal e lavagem de roupas, até para regar canteiros. Para beber, são usados filtros de barro. A água, normalmente, já não é de boa qualidade, mas, com as chuvas, as cacimbas ficam cheias de girinos, tornando-a totalmente imprópria. Com isso, a população tem que estar sempre abrindo novas cacimbas. Por isso, a Plan International Brasil está empenhada em construir um sistema de distribuição de água na comunidade.